CLICK HERE FOR THOUSANDS OF FREE BLOGGER TEMPLATES »

sábado, 12 de julho de 2008

E. M. D. R.


O que é o E.M.D.R.?
A sigla E.M.D.R. significa Eye Movement Desensitization and Reprocessing conhecida no Brasil como Dessensibilização e Reprocessamento por meio dos Movimentos Oculares.

Como surgiu?
O método foi desenvolvido nos Estados Unidos pela Dra. Francine Shapiro, quando ela começou a seguinte experiência: deliberadamente pensava sobre coisas do seu passado e presente que lhe incomodavam, enquanto mexia os olhos. Todas às vezes que fazia isso a perturbação cessava.

Como funciona?O EMDR “não é apenas movimentos oculares”, é um trabalho complexo que exige o conhecimento da história clínica do cliente, diagnóstico apropriado, desenvolvimento de uma relação empática terapeuta/cliente e a preparação para o EMDR em si. Os movimentos são realizados em conjunto com a psicoterapia para ajudar o cliente a integrar os traumas processados.

Como atua em nosso cérebro?
Ao fazer o movimento com os olhos de um lado para o outro o hemisfério direito (emocional) e esquerdo (racional) do cérebro trocam informações. Esta troca possibilita que o material inconsciente/emocional passe a vir à consciência/racional, integrando as informações armazenadas por eles.

Como acontece uma sessão de E.M.D.R.?
O cliente escolhe uma situação de um problema específico que deseja trabalhar. Analisando o problema escolhido é identificado qual é a lembrança perturbadora ou pensamento negativo. Então. ele procura manter em mente a cena, um sentimento, um pensamento e as crenças negativas, enquanto o terapeuta realiza os movimentos bilaterais. A estimulação bilateral é feita até que o cliente relate que aquela situação não desencadeia nenhum sentimento perturbador e, ele possa agora integrar o evento em sua vida de uma maneira adaptativa.

Quais são as vantagens do E.M.D.R?
Umas das vantagem mais significativas, nos tempos de hoje, é a duração deste processo. Dependendo da situação trabalhada o cliente pode ver resultados já na quarta sessão. Isto se deve ao fato dela ser estruturada e focada naquilo que se busca. Assim, o quanto antes, o indivíduo pode voltar a ter atitudes mais funcionais em sua vida.

Em que casos ele pode ser utilizado?
· Depressão
  Transtorno de ansiedade
· Síndrome do pânico
· Luto
· Medo / Fobia
· Culpa
· Auto-estima
· Angústia
· Relacionamento interpessoal
· Transtorno de Estresse Pós-Traumático
· Dependência química
· Somatizações
· Estresse
· Transtorno Alimentar (obesidade, bulimia, anorexia)
· Dor crônica
· Instalação de recursos positivos


Você pode obter mais informações sobre o EMDR no site http://www.emdrbrasil.com.br/
www.daniellekrizanovski.com.br

3 comentários:

Anônimo disse...

Boa Tarde!!! Seu texto foi muito bem escrito. Já tive contato com o EMDR, e posso assegurar a todos que é uma inovação no campo da psicoterapia. As mudanças que ocorrem são magníficas... Abraços João Pedro

F. C. disse...

Dra, não podia deixar de registrar meu depoimento aqui para que outras pessoas possam ler e conhecer o teu trabalho. "Fiz terapia durante 5 anos com uma psicóloga, até mudei algumas coisas, mas com o passar do tempo elas voltavam estaca zero. Foi quando iniciei a terapia com a Dra. Danielle e conheci o EMDR. No início fiquei desconfiada de como algo tão simples (aqueles barulhinhos) modificariam coisas tão marcadas em minha vida. Com o passar do tempo fui percebendo o quanto as lembranças do passado deixavam de me encomodar e eu ficava cada vez melhor. Não demorou muito tempo já tive alta. Hoje só tenho que agradecê-la, pois sou outra pessoa, cheia de vida, feliz e com muito mais motivação pela minha vida." Muito obrigada!!! Um beijo para você.

Paula R.S.D. disse...

Uma amiga comentou sobre o EMDR e resolvi pesquisar alguém que aplicasse esse método e encontrei você Dra Danielle, que muito tem me ajudado, na superação de traumas. E só tenho a te agradecer por ter resolvido, através do EMDR, os meus traumas definitivamente.
Um grande beijo pra você.